Notícia SINASEFE IFSul

10 de junho 2019

Chantagem: Governo ameaça suspender programas sociais caso Congresso não aprove crédito extra

Chantagem: Governo ameaça suspender programas sociais caso Congresso não aprove crédito extra Com problemas de articulação no Congresso, o presidente Jair Bolsonaro afirmou neste sábado (8), caso os parlamentares não aprovem projeto que libera crédito extra de R$ 248,9 bilhões ao governo, terá de suspender, a partir do dia 25 de junho, o pagamento de benefícios sociais. Deputados têm resistido por não acreditar na equipe econômica do governo.“Sem aprovação do PLN 4 pelo Congresso teremos que suspender o pagamento de benefícios a idosos e pessoas com deficiência já no próximo dia 25. Nos meses seguintes faltarão recursos para aposentadorias, Bolsa Família, PRONAF, Plano Safra”, publicou Bolsonaro no Twitter.Com problemas de articulação política na Câmara, o governo viu a votação ser adiada mais uma vez na Comissão Mista de Orçamento. O projeto, que pede os R$ 248,9 bilhões, foi enviado para o Congresso por Paulo Guedes há mais de um mês como forma de respeitar a “regra de ouro”.Deputados estão reticentes a aprovar o montante porque desconfiam que a equipe de Bolsonaro apresenta um quadro pior do que realmente é, segundo reportagem de Daniel Weterman, publicada no dia 17 de maio no O Estado de S.Paulo. Para o senador Jaques Wagner , o governo está provando do próprio veneno e é vítima da própria confusão na condução política.Pelo Twitter, a deputada oposicionista Alice Portugal (PCdoB-BA) criticou a mensagem postada pelo presidente: “Ameaça, chantagem descabida, de um fascista desvairado!”.
Fonte: Revista Fórum

Tags relacionadas: